Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade 5 – Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Os Equívocos do Artigo “Os Equívocos e Acertos da Campanha ‘Não à Medicalização da Vida’”

Artigo publicado na edição de dezembro/2013 da Psicologia em Pesquisa, como direito de resposta aos equívocos do artigo “Os Equívocos e Acertos da Campanha ‘Não à Medicalização da Vida’” Autores: Lygia de Sousa Viégas* Universidade Federal da Bahia (Bahia), Brasil Jason Gomes* Universidade Federal de São Paulo (São Paulo), Brasil Ariane Rocha Felício de OliveiraI* Universidade Federal da Bahia (Bahia), Brasil * Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade Para baixar, clique aqui Gênero: ArtigoAssuntos: Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Medicalização


Gênero: Artigo
Assuntos: Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Medicalização

Leia mais >>

Novas Capturas, Antigos Diagnósticos na Era dos Transtornos

Organização: Cecília Azevedo Lima Collares, Maria Aparecida Affonso Moysés e Mônica Cintrão França Ribeiro Os processos de medicalização e patologização da vida e da política são crescentes no mundo contemporâneo, assumindo proporções que conseguem nos surpreender – e até assustar – novamente, a cada dia… As diferenças que caracterizam e enriquecem a humanidade são tornadas transtornos. Desigualdades são escamoteadas, transformadas em doenças. As questões coletivas, de ordem política, social, econômica, cultural, afetiva, que afligem milhões de pessoas, são transformadas em individuais e reapresentadas como doenças,…


Gênero: Coletânea, Livro
Assuntos: Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Medicalização

Leia mais >>

Medicalização de crianças e adolescentes: conflitos silenciados pela redução de questões sociais a doença de indivíduos

Este livro apresenta um debate aprofundado sobre os processos de medicalização da sociedade. A partir da contribuição de várias áreas de conhecimento, como a Psicologia, a Medicina, a Fonoaudiologia e a Educação, os autores evidenciam o corrente reducionismo dos processos sociais relacionados à precarização das condições de vida e à uniformização de comportamentos, sentimentos, percepções e pensamentos, bem como discutem as implicações psicossociais da atribuição de patologias individuais a todos aqueles que fogem à norma abstrata e ideológica vigente. Assim, a profusão de diagnósticos de…


Gênero: Livro, Medicalização

Leia mais >>