Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade Núcleo Leste de Minas Gerais | Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Núcleo Leste de Minas Gerais

TRAJETÓRIA DE CONSTITUICAO DO NÚCLEO LESTE DE MINAS GERAIS

DO FÓRUM SOBRE MEDICALIZACAO DA EDUCACAO E DA SOCIEDADE

Na Região Leste de Minas as discussões em torno da medicalização iniciaram-se em 2012 a partir das comemorações do Dia Nacional da Luta Antimanicomial no munícipio de Governador Valadares. Na oportunidade dentre as três mesas de debate uma delas teve como tema a medicalização da educação. Movidos pelas discussões proporcionada por este debate um grupo de profissionais demandou naquele momento a continuidade das discussões em torno da medicalização não somente no contexto da educação mas também nos diversos âmbitos da sociedade.

Encontrando apoio no recém criado Núcleo Mineiro de Medicalização, iniciou-se as reuniões mensais que então, desde maio de 2012, tem ocorrido de forma constante. A participação tem sido predominantemente de psicólogos, porém inseridos nos mais diversos contextos, tais como: Saúde Mental; Atenção Básica a Saúde; Sistema Único de Assistência Social (SUAS); Educação Inclusiva e Clínica. Através de cartas convites temos procurado envolver outros profissionais e segmentos da sociedade, tais como Instituições de Ensino Superior; Conselho Municipal de Saúde, Conselho Tutelar; Escritório do Conselho Regional de Farmácia dentre outros. Recentementemente tivemos uma importante adesão que foi o Sindicato dos Trabalhadores da Educacao (SINDUTE)..

Nestes doze meses de encontros mensais, além das conversas internas a respeito da medicalização, realizamos também algumas importantes ações. A realização de debates e rodas de conversas foi uma destas atividades realizadas. Sendo assim destacamos a palestra realizada na cidade de Teófilo Otoni, também por ocasião das comemorações do Dia Nacional da Luta Antimanicomial em maio de 2012. Em setembro tivemos a roda de conversa na cidade de Ipatinga que gerou na sequencia a realização de um debate que contou a presença de trezentas pessoas, com predomínio de acadêmicos de psicologia e pedagogia. Já em 2013 tivemos, em parceria com o Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais, a realização de debates com os psicólogos nas cidades de Almenara e Caratinga. Não sendo possível realizar em 2013, mas previsto para este ano, temos a roda de conversa com cerca de 120 educadores do município de Itanhomi, localizado a 60 km de Governador Valadares.

Algumas parcerias puderam ser estabelecidas durante o ano de 2012 destacando a realizada com o grupo cultural Coletivo Território do Avesso que tem como uma de suas atividades o Cine Boca que consiste na exibição semanal de filmes comentados em frente ao Mercado Municipal de Governador Valadares. Considerando que o mês de outubro tem como data comemorativa o dia das crianças, bem como dos professores, foi possível através desta parceria a exibição de filmes que abordassem temas relacionados à educação e que tem sido alvo do processo de medicalização. Sendo assim, os seguintes filmes foram exibidos: A voz do coração; Entre os muros da escola e Como uma estrela na terra.

Outra importante parceria foi estabelecida com o Portal de notícias Gazeta Minas que tem cobertura jornalística sobre toda a região leste e pode se acessado em todos os lugares do mundo. Nesta parceria foram publicadas várias matérias e notícias relacionadas ao tema da medicalização, ficando este espaço aberto para novas publicações a qualquer momento. (http://www.gazetaminas.com/M00,13301ntre,estamos-vivendo-uma-epidemia-de-transtornos-mentais-ou-uma-epidemia-de-diagnosticos.aspx)

Iniciando-se as atividades deste ano, durante a primeira reunião realizada em fevereiro, além de elencarmos uma série de atividades a serem realizadas discutimos também as ações já concretizadas e amadurecemos a ideia de constituirmos um núcleo próprio na região. Daí a ideia de marcarmos os doze meses de inicio das discussões na região com um seminário onde formalizaremos a constituição do Núcleo Leste de Minas, conforme o cartaz que envio.