Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade Núcleo da Bahia | Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Núcleo da Bahia

O debate sobre a medicalização da educação e da sociedade vem acontecendo na Bahia desde 2008, por ocasião do ano da educação no Sistema Conselhos de Psicologia.

Naquele contexto, o Marcondes Machado, a pedagoga Cecilia Collares Grupo de Trabalho Psicologia e Educação do CRP-03 (BA/SE) organizou um evento, convidando a psicóloga Adriana e médica Maria Aparecida Affonso Moysés para comporem a mesa redonda intitulada “A produção de novos olhares sobre a queixa escolar”, além de oferecerem oficinas sobre o tema, trazendo importantes impactos no cenário local.


A partir de então, um grupo de pessoas permaneceu em contato, buscando estudar e contribuir com a superação da lógica medicalizante na educação na Bahia.

Desta maneira, quando aconteceu o I Seminário Internacional Educação Medicalizada, em novembro de 2010 em São Paulo, a Bahia compareceu ao evento com a apresentação de 3 trabalhos e a presença de ao menos 12 participantes, que estiveram, portanto, no lançamento do Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade, assumindo, desde então, o compromisso de consolidar um núcleo na Bahia.

De fato, o ano de 2011, desde o começo, está sendo marcado por intensa discussão da temática. Como abre-alas, uma semana antes do carnaval, todas as 60 vagas do curso Medicalização da Educação e da Sociedade, ministrado por Cecília Collares e Maria Aparecida Affonso Moysés, foram preenchidas.

E a Bahia não parou mais! Apenas nos anos de 2010 e 2011, foram diversas ações fortalecendo o debate crítico na área:

– Cursos: três cursos, ministrados em eventos internos da UFBA e da UNEB; e no VII Congresso Norte-Nordeste de Psicologia.
– Palestras: cinco palestras, além de três palestras proferidas por Maria Aparecida Affonso Moysés e Cecília Collares.
– Entrevistas ao vivo em rádios e televisão locais: nove entrevistas, veiculadas na TVE e nas Rádios Metrópole, BandNews, Excelsior e Candeias. Vale acrescentar as duas entrevistas concedidas por Maria Aparecida Affonso Moysés e Cecília Collares, nas Rádios Metrópole e Excelsior.

 

– Entrevista ao Jornal A Tarde: com a participação de Lygia Viégas, Maria Aparecida Affonso Moysés e Cecília Collares.

– Apresentação de trabalhos: três trabalhos, sendo um no VII Congresso Norte Nordeste de Psicologia; um no III Congresso Baiano de Educação Inclusiva; e um no I Simpósio Brasileiro de Educação Inclusiva.
– Publicações: um artigo na revista da Escola de Pais do Brasil (VIÉGAS, 2010), um artigo nos ANAIS do III CBEI (RIBEIRO, 2011) e um capítulo de livro no prelo (VIÉGAS & RIBEIRO, 2011).
– Desenvolvimento de pesquisas: um Doutorado, em andamento (RIBEIRO, 2011) e um projeto, a ser iniciado em 2012 (VIÉGAS, RIBEIRO & CARVALHO, 2011).

Todas essas ações garantiram as condições para que, em reunião no dia 29 de outubro de 2011, na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (Faced-UFBA), 17 profissionais e estudantes de diversas áreas, sobretudo psicologia, pedagogia e terapia ocupacional, consolidassem o lançamento oficial do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade – Núcleo Bahia.

“Com amor no coração
Preparamos a invasão
Cheios de felicidade
Entramos na cidade amada!
(…)

Nossos planos são muito bons!”
(Os mais doces bárbaros
Caetano Veloso)

Núcleo Bahia
E-mail: bahia@medicalizacao.org.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.