Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade Reportagens | Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Category Archives: Reportagens

Ministério da Saúde publica Recomendações sobre o uso abusivo de medicamentos na infância

As Coordenações Gerais de Saúde da Criança e Aleitamento Materno, Saúde dos Adolescentes e dos Jovens e a Coordenação de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do Ministério da Saúde divulgaram nesta quinta-feira (01/10) uma recomendação para que Estados e Municípios publiquem protocolos de dispensação de metilfenidato, cujo nome comercial é Ritalina ou Concerta, seguindo recomendações nacionais e internacionais para prevenir a excessiva medicalização de crianças e adolescentes. A medida foi tomada diante da tendência de compreensão de dificuldades de aprendizagem como transtornos biológicos a…

Leia mais >>

Psicofármacos na infância induzem o suicídio?

             Um estudo publicado no British Medical Journal (BJM), de um grupo de pesquisadores do Karolinska Institutet, de Estocolmo, no qual se sustenta que a administração de psicofármacos à crianças e adolescentes com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) não só não induz potencialmente o suicídio, como afirmam muitos especialistas do Food and Drug Adminstration USA, mas poderiam, ao contrário, reduzir o limiar de ideação suicida das crianças em tratamento, tem causado muitas discussões. Segundo os pesquisadores do…

Leia mais >>

Nota de Apoio à Portaria 986/2014 da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de São Paulo

  O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade vem a público reiterar o seu apoio à Portaria 986/2014, da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo, que institui um novo protocolo para a dispensação do Metilfenidato. Apesar do que vem sendo noticiado por diversos veículos de comunicação, a portaria não restringe ou burocratiza o acesso ao medicamento. Ao contrário, o que a Portaria 986/2014 institui é a regulamentação da dispensação do Metilfenidato, que deve ser acompanhada e indicada por equipe multiprofissional. Uma…

Leia mais >>

Collectifpasde0deconduite

Encontro com o collectiff Pasde0deconduite

Há um ano, janeiro de 2012, aconteceu o encontro entre o Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade e o collectiff Pasde0deconduite (Paris, França), dando início a uma importante parceria. Este coletivo de profissionais franceses vem trabalhando, há mais de seis anos, contra abordagens preventivas de teor determinista e preditivo, na saúde e na educação da criança pequena, estimuladas pelo governo da época e este trabalho pode ser conhecido por todos através das inúmeras e interessantes publicações reunidas por este grupo. Desde então,…

Leia mais >>

Especialistas defendem medidas para combater doenças negligenciadas

Doenças como dengue, sarampo, febre amarela, malária, leishmaniose, hanseníase (lepra), virose gripal – que afetam um bilhão de pessoas no mundo, principalmente em países com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – são negligenciadas no Brasil tanto pelo setor público como pela indústria farmacêutica, que não tem interesse de desenvolver medicamentos para combatê-las. Essa foi a tônica das discussões de especialistas da área de saúde que ministraram palestra nesta terça-feira (30), último dia do 2º Encontro Preparatório do Fórum Mundial de Ciência, realizado na Universidade…

Leia mais >>

Dia de Luta Contra Medicalização é marcado por eventos na Câmara Municipal e no Parque do Ibirapuera

Entende-se por medicalização o processo que transforma questões de diferentes ordens – política, social, cultural, afetiva – em ‘‘doenças’’, ‘‘transtornos’’, ‘‘distúrbios’’, como se fossem problemas médicos   O Dia Municipal de Luta Contra a Medicalização da Educação, lei 15.554/2012 de autoria do vereador Eliseu Gabriel, foi marcado com a realização de um evento que incluiu palestras, oficinas e debates sobre o tema. Durante o fim de semana, o Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, organizador do encontro, realizou uma série de atividades na Câmara…

Leia mais >>

Recomendações de práticas não medicalizantes para profissionais e serviços de educação e saúde

As “Recomendações” são o fruto do trabalho de dois anos de intensa discussão e aprofundamento com interlocutores de várias áreas de atuação na interface saúde/educação. Nasceram como uma tarefa de um dos grupos de trabalho do Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade. Como uma produção rizomática, onde se busca incluir todas as vozes em jogo, pretendem ter um caráter aberto, interativo, para que todos aqueles que se deparam e se contagiam com as questões e propostas nelas contempladas  possam dar a sua…

Leia mais >>

11 de novembro – Dia Municipal de Luta contra a Medicalização da Educação em São Paulo

O dia municipal de luta contra a medicalização da educação foi comemorado em São Paulo no parque Ibirapuera com alegria e imaginação. As crianças tomaram a palavra e disseram com toda a convicção o que esperam do espaço onde passam a maior parte de seu tempo de infância. Cantar, brincar, jogar foram as falas mais presentes em seus relatos plenos de vivacidade. Para elas, a aprendizagem é consequência deste modo lúdico de se colocarem no mundo. Afinal trata-se da lucidez incontestável de criança. “A infância…

Leia mais >>

Excesso de remédios e terapias na infância preocupa especialistas

 Excesso de remédios e terapias na infância preocupa especialistas Psicólogo aponta que apelo a ‘comprimidinho’ é tentativa de fugir da busca pela raiz dos problemas e da garantia de uma relação saudável entre pais e filhos Por: Cida de Oliveira, Rede Brasil Atual Publicado em 11/11/2012, 10:40 Na sociedade moderna, comprimidos são os preferidos para tratar todos os problemas, mesmo aqueles que o diálogo pode resolver (Foto: João Correia/RBA) São Paulo – A medicalização da educação e da sociedade, processo que tem transformado em distúrbios passíveis de…

Leia mais >>

entrevista-pj

Entrevista ao Planeta Jota no lançamento do livro

“As doenças se apresentam dentro de um contexto subjetivo: os pensamentos, as emoções e as motivações do indivíduo. Estão relacionadas ao estilo de vida” Planeta Jota – O que o levou a escrever o livro A Tragicomédia da Medicalização: a Psiquiatria e a Morte do Sujeito ? Ramos – Basicamente duas coisas: em primeiro lugar, uma contradição que ao longo do tempo foi se tornando mais perceptível e se transformou ultimamente numa convicção pessoal: os psicoativos não estão ao serviço do autoconhecimento e da autotransformação das pessoas.…

Leia mais >>

R7

Entidade critica uso excessivo de remédios para melhorar desempenho na escola http://noticias.r7.com/educacao/noticias/entidade-critica-uso-excessivo-de-remedios-para-melhorar-desempenho-na-escola-20120711.html

Leia mais >>