Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade Destaque – Página: 2 – Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Category Archives: Destaque

Construção Coletiva de Análise da Minuta de Resolução CONAD que regulamenta comunidades terapêuticas

A proposta desse documento é construir coletivamente uma análise que possa ser discutida de forma aberta entre os membros do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade e seus simpatizantes. Partindo do pressuposto da necessidade de se criar uma discussão horizontal em tema tão delicado, propomos que qualquer pessoa, ativista da área ou não, possa analisar, questionar ou ponderar a Minuta de Resolução abaixo. As análises, sugestões e questionamentos serão compilados e enviados para o CONAD. A data limite para o envio dos comentários…

Leia mais >>

Como montar um Núcleo do Fórum?

O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade é um movimento social que agrega diferentes atores da sociedade, de instituições, autarquias, movimentos sociais, pesquisadores, núcleos e grupos de pesquisa, ativistas da saúde e da educação, profissionais da ponta dos serviços e do chão da escola e muitos outros! Como você pode perceber, o nosso caráter é múltiplo, e por isso cada Núcleo se formou e funciona de diferentes maneiras. O Fórum defende que a vida é múltipla e diversa, e por isso, não determinamos…

Leia mais >>

Psicofármacos na infância induzem o suicídio?

             Um estudo publicado no British Medical Journal (BJM), de um grupo de pesquisadores do Karolinska Institutet, de Estocolmo, no qual se sustenta que a administração de psicofármacos à crianças e adolescentes com TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) não só não induz potencialmente o suicídio, como afirmam muitos especialistas do Food and Drug Adminstration USA, mas poderiam, ao contrário, reduzir o limiar de ideação suicida das crianças em tratamento, tem causado muitas discussões. Segundo os pesquisadores do…

Leia mais >>

II Seminário Interno do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade: Colocaremos nossa energia em quê?

O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade é um movimento social que articula entidades, grupos, representantes de movimentos sociais e pessoas físicas para enfrentar conjuntamente os processos de medicalização da vida e da política, mobilizando a sociedade e construindo propostas de atuação que acolham, atendam e protejam aqueles que sofrem esses processos. Medicalização diz respeito ao processo artificial por meio do qual se ocultam questões históricas, políticas, culturais, econômicas, sociais e afetivas do fenômeno, reduzindo sua complexidade a supostas doenças, transtornos ou distúrbios…

Leia mais >>

Nota de Apoio à Portaria 986/2014 da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de São Paulo

  O Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade vem a público reiterar o seu apoio à Portaria 986/2014, da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo, que institui um novo protocolo para a dispensação do Metilfenidato. Apesar do que vem sendo noticiado por diversos veículos de comunicação, a portaria não restringe ou burocratiza o acesso ao medicamento. Ao contrário, o que a Portaria 986/2014 institui é a regulamentação da dispensação do Metilfenidato, que deve ser acompanhada e indicada por equipe multiprofissional. Uma…

Leia mais >>

II SIMPÓSIO BAIANO MEDICALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO E DA SOCIEDADE

II SIMPÓSIO BAIANO “MEDICALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO E DA SOCIEDADE: DA CRÍTICA À CONSTRUÇÃO DE PRÁTICAS DESMEDICALIZANTES 31 de Julho a 1 de Agosto Dando continuidade ao debate aprofundado sobre a medicalização da educação e da sociedade na Bahia, temos a alegria de apresentar o nosso II Simpósio Baiano “Medicalização da Educação e da Sociedade: da crítica à construção de práticas desmedicalizantes”.   Como o título do evento já sugere, a luta contra a medicalização da vida deu importantes passos nesses dois anos que separam este…

Leia mais >>

A PSICOFOBIA E O TDAH

  A psicofobia é um transtorno muito comum hoje em dia, especialmente no público dos especialistas ou dos que pretendem diagnosticar o TDAH. Seu sintoma básico é o temor (fobia) do sujeito (psique = alma, mente), expresso no enquadramento e silenciamento daqueles que, ao receberem o veredicto de “transtornados” ou “hiperativos”, são sentenciados e condenados através de um diagnóstico. A condenação e silenciamento dos sujeitos se realiza através da alegação de que há alterações na circulação de dopamina, catecolamina ou noradrenalina nos cérebros das pessoas…

Leia mais >>