Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade admin – Página: 3 – Fórum Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade

Todos os posts por admin

CARTA DE SÃO PAULO – FÓRUM SOBRE MEDICALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO E DA SOCIEDADE

Entre os dias 10 e 13 de julho de 2013, na cidade de São Paulo, realizamos o “III Seminário Internacional Educação Medicalizada: reconhecer e acolher as diferenças”, importante momento de debates que alimentam o enfrentamento da medicalização da vida. Encerrando o evento, nós, do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, tornamos públicas algumas reflexões à luz do contexto atual e que,entendemos,devem acompanhar aqueles que assumiram essa causa. Não é possível contar a história do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade sem…

Leia mais >>

I Seminário sobre Medicalização da Educação e da Sociedade do Leste de Minas Gerais

DATA: 22/05/2013 – 8h às 18h LOCAL: Auditório do Colégio Estadual – Rua Sete de Setembro, No. 2.479 – Centro – Governador Valadares / MG   PROGRAMAÇÃO PERÍODO DA MANHA: 8hs 20min – Abertura 8hs 40min – Palestra: Trajetória de constituição do Núcleo Leste de Minas -Marcus Macedo da Silva – Psicólogo; Especialização em Saúde Mental pela ENSP/FIOCRUZ-RJ; Mestre em Educação e Inclusão Social pela FaE/UFMG; Conselheiro do Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais (CRP/MG); Psicólogo da Rede de Saúde Mental de Governador Valadares…

Leia mais >>

A PSICOFOBIA E O TDAH

  A psicofobia é um transtorno muito comum hoje em dia, especialmente no público dos especialistas ou dos que pretendem diagnosticar o TDAH. Seu sintoma básico é o temor (fobia) do sujeito (psique = alma, mente), expresso no enquadramento e silenciamento daqueles que, ao receberem o veredicto de “transtornados” ou “hiperativos”, são sentenciados e condenados através de um diagnóstico. A condenação e silenciamento dos sujeitos se realiza através da alegação de que há alterações na circulação de dopamina, catecolamina ou noradrenalina nos cérebros das pessoas…

Leia mais >>

O florescente mercado das “desordens psicológicas”

por Olivier Appaix – Le Monde Diplomatique – Edição 53 – Dezembro 2011. Surgido há 50 anos, o uso de antipsicóticos, a despeito de seus pobres resultados, tornou-se maciço na medicina psiquiátrica norte-americana. Na população geral, 1.100 pessoas (850 adultos e 250 crianças) se unem todos os dias à lista dos destinatários da ajuda financeira federal por motivo de problema mental severo Criada em 2008, em Denver (Colorado), a empresa de exames médicos de imagem CereScan pretende diagnosticar os problemas mentais por meio de imagens do cérebro.…

Leia mais >>

Eventos realizados

27/10: Evento Medicalização e Psicopatologização da Vida e Oficina de Orientação, em Joinville AGENDE-SE: Joinville será sede do evento sobre Medicalização e Psicopatologização da Vida, com a participação da Dra. Carla Biancha Angelucci. Haverá uma oficina no período da tarde. Inscrições abertas aqui no site do CRP-12, participe! Ocorrerá em Joinville, no próximo sábado (27/10), a partir das 9h, na sala Araucária do Hotel Bourbon – anexo ao shopping Mueller – o evento sobre Medicalização e Psicopatologização da Vida, com a participação da psicóloga, doutora…

Leia mais >>

Manifesto contra o PL da Dislexia

Clique aqui e assine o manifesto | Veja as assinaturas Está em andamento na Câmara Municipal de São Paulo um Projeto de Lei (PL) que propõe serviços especializados em dislexia voltados a alunos da rede municipal de ensino. Tende a atribuir a um suposto distúrbio neurológico genético dos alunos a explicação para suas dificuldades em aprender a ler e a escrever produzidas, essencialmente, por problemas no ensino, estigmatizando-os. Duplica ações de competência da Saúde, do SUS, dentro de uma concepção retrógrada de assistência à Saúde…

Leia mais >>

Medicalização

A medicalização tem sido alvo de grande preocupação, gerando muitos debates, ações frente ao poder público e articulação com os conhecimentos acadêmicos. Entendemos por medicalização o processo em que as questões da vida social, sempre complexas, multifatoriais e marcadas pela cultura e pelo tempo histórico, são reduzidas à lógica médica, vinculando aquilo que não está adequado às normas sociais a uma suposta causalidade orgânica, expressa no adoecimento do indivíduo. Assim, questões como os comportamentos não aceitos socialmente, as performances escolares que não atingem as metas…

Leia mais >>