PROFESSORA DOUTORA EM PSICOLOGIA EDUCACIONAL FALA SOBRE MEDICALIZAÇÃO

Esta semana, para o quadro “Na ordem do dia” , a equipe da Secom/CPP foi ao Instituto de Psicologia da USP entrevistar a professora doutora Marilene Proença, há 34 anos atuante como especialista em psicologia educacional. Na matéria, a Dra. Marilene aponta a diferença entre a medicalização como um problema coletivo a uma questão médica. Enfoca o nível de estresse elevado do professor e a automedicação.

Leia mais >>